O vereador e pré-candidato do MDB a Prefeitura de Colombo, Thiago de Jesus está tendo uma certa dificuldade para administrar suas contradições e controvérsias de discurso. Vamos pontuar Alguma delas:
O pré-candidato a prefeito se diz defensor da Saúde e entra  em atrito com o governador RATINHO JÚNIOR diariamente, reivindicando a  construção de um hospital em Colombo, uma luta que vem sendo travada há vários anos por todos os munícipes.
O que acontece, é a que mesma cobrança sobre o governo federal , Thiago de Jesus não faz com a mesma intensidade. Justo ele que foi uma das lideranças da eleição de Jair Bolsonaro a presidente, e ainda pertence ao grupo que defende e apoia as atitudes do atual governo, entre elas a falta de um ministro da saúde, pasta que está desocupada há mais de um mês. Cadê a coerência?
O pré-candidato também divulga em suas páginas atos a favor de bolsonaristas, um governo que se opõe ao isolamento e o distanciamento social , o único meio eficaz para o controle da pandemia da Covid-19. Cadê a coerência?
Thiago também critica os órgãos imprensa do município, do estado e do país, como se eles fossem os responsáveis pelo caos instalado, porém seu padrinho político é o radialista e jornalista Gilberto Ribeiro, que tem um programa na Rede Massa pertencente a Ratinho do SBT, e todos sabem como funciona os negócios do dono da Rede Massa com os politicos…
O vereador tem um discurso populista em que apresenta propostas boas e outras ilusórias. Nos ataques que faz aos adversários , Thiago  diz não se importar em perder a eleição, o que é uma vantagem, até porque perder faz parte do jogo…
Outra contradição, ele  estar filiado ao MDB, partido que sempre foi atrelado a Beti Pavin, e somente em 2016 deixou de fazer parte do grupo de apoio da prefeita, logo após isso voltou, e por um acaso do destino, a legenda  foi cair no colo e Thiago de Jesus, coisa estranha, não?
Thiago de Jesus  estaria tentando conversa com Sérgio Pinheiro rolaram no meio político a questão de um mês. Assim como a sua desistência da pré-candidatura,e a sua insatisfação com a política…
Com o percentual de intenção de voz que vem obtendo nas enquetes e pesquisas, Thiago passou a pensar diferente, se diz candidatíssimo para eleição desse ano.
Se ficar no jogo pode ser Prefeito, ou  ajudar Sérgio Pinheiro caso não se eleja, pois tira votos  de Hélder Lazarotto, seu alvo preferido ( a pedido de quem?)  e divide a oposição.
Se resolver sair da disputa ajuda o pré-candidato do governador Ratinho Junior, que  herdará a maioria dos seus eleitores, uma vez o que é uma candidatura de oposição a atual gestão.
Marquei uma entrevista com o pré-candidato, vamos ver se ele vem

Deixe uma resposta