O médico Wagner Sabino, que atualmente  dirige corpo clínico do PA do Alto Maracanã, sendo também diretor do Sindicato Dos Médicos do Paraná, está na linha de frente pelo controle da Pandemia do Covid-19, cuja as ações estão centralizadas no PA, é um dos mais árduos defensores do SUS.
O Dr Wagner Sabino mostra sua preocupação, não somente para controlar a pandemia, mas também sinaliza para a precariedade do  sistema público de saúde no País, e a falta de recursos que incapacita os profissionais do setor para realizar um trabalho melhor em todos os níveis, desde a prevenção primária em escolas e creches, até aos casos de alta e média complexidade.
Desde que chegou a Colombo, o doutor Wagner Sabino, junto demais  médicos do municípios, vem lutando e se movimentando no sentido de procurar reivindicar perante as autoridades uma melhor estrutura e valorização da área.
Defensor da saúde pública com qualidade, e com garantia de bom atendimento, com a  valorização dos profissionais, o médico esteve Brasilia por diversas vezes reivindicando benefícios para Colombo e o Paraná.
Com relação a pandemia, ele  destaca que o controle do Covid-19 em Colombo,  vem sendo feito de maneira positiva, e até o momento não registrou nem um óbito, e os casos estão sendo monitorados diariamente,como mandam os protocolos do Ministério da Saúde e da  Organização Mundial da Saúde.
O  médico acha que  enquanto a vacina não for produzida, e isso deve demorar de 2 a 6 meses, a pandemia ainda irá matar mais gente do Brasil, por isso defende o isolamento e o distanciamento social.Em relação a Colombo, o médico espera que o bom trabalho continue, e  que não haja mortes.
“Nós estamos preocupados e focados na atual pandemia que afeta humanidade,porém é importante ressaltar,que toda uma estrutura de saúde deve ser repensada e reavaliada, não só aqui em Colombo como em todo o  Brasil.
O Sistema Único de Saúde precisa de mais incentivos por parte do Governo Federal e do Congresso Nacional.
Sou um defensor da gestão de saúde como politica de estado, e da  responsabilidade dos governantes sobre ela. E para isso, aqui em Colombo, nós precisamos primeiramente buscar de forma mais rápida um comprometimento dos governos Estadual e Federal para a construção de um hospital, uma vez que a Santa Casa, mesmo em funcionamento previsto para breve, não suporta mais  a grande demanda do oitavo município do Paraná,  além do mais, o  município preciso investir em qualidade de atendimento, ou seja: contratar mais profissionais, investir em infra-estrutura, e uma boa remuneração para todos os trabalhadores.
Precisamos achar soluções alternativas para que possamos aplicar, após passagem da pandemia, devemos sempre ficar alertas, porque outras doenças exigem controle, e pandemias novas irão surgir,e o mundo não quer mais ser pego de surpresa.
Nossa intenção é cobrar das autoridades soluções  e investimentos de curto, médio e longo prazo, pois é preciso ter uma visão de futuro e não só apenas emergencial.
Como ativista da saúde na área política, sou um adepto de que devemos ter o maior número de representantes na Câmara Municipal, defendendo a saúde e a educação, que são prioridades básicas em qualquer governo.
Eu espero que a minha luta e dos meus companheiros que começou há muito tempo seja um dia recompensada, e que nós possamos ver a cidade de Colombo como um exemplo de  gerenciamento da Saúde Pública.” Frisou o Dr Wagner Sabino

Deixe uma resposta