A possivel saída do vereador Thiago de Jesus (MDB) da disputa pela sucessão municipal, fato que vem ganhando destaque nas redes sociais e na midia local, poderá dar ao pré-candidato Hélder Lazarotto (PSD) o favoritismo absoluto para vencer a eleição de 4 de outubro, ou em outra data, caso seja adiada.

O fator Thiago de Jesus ganhou muita relevância, uma vez que é o cara que pode quebrar a disputa de 16 anos entre o Betismo de Sérgio Pinheiro, e o Jotismo de Hélder Lazarotto (PSD). O vereador é disparado o pré-candidato que têm a empatia que um pretendente ao cargo de prefeito precisa, uma boa intenção de votos nas pesquisas internas, e fala a voz amargurada e triste de uma gente que se vê sem perspectiva dentro de uma disputa de poder pelo poder, protagonizada por Hélder e Sérgio.

Se acaso desistir por pressão de grupos ligados a essas duas pré-candidaturas de elite e de negócios, e sem saber explicar as razões, Thiago fatalmente irá perder admiradores e ativistas, porque todos irão notar que teve jogo armado.

Se apoiar Sérgio Pinheiro, que já ganhou o apelido de, “O BEBÊ DE ROSIBETI” devido a sua dependência total da prefeita para a disputa, Thiago de Jesus só estará cumprido um script que todos em Colombo estão acostumados a ver, quando Beti Pavin mexe os pauzinhos das campanhas. E ela só tem a ganhar, mesmo perdendo, quem a conhece sabe disso.

Com Plinio Schmidt ( Cidadania) sem dizer ainda a que veio, e mesmo que diga,terá que torrar muita, mas muita grana para se fazer viável, e tornar Colombo, “O PUXADINHO DE RONDONÓPOLIS”, é quase certo que a maioria dos votos de Thiago de Jesus irão migrar para Hélder Lazaroto, porque ele estará representando a via mais fácil para vencer o BETISMO, além de ter um recall e uma pré-campanha já bem estruturada.

 

Resumo: Thiago de Jesus está com tudo para levar essa, se quiser, caso contrário deixará a prefeitura para o pré-candidato de Ratinho Junior.

 

Deixe uma resposta