IPTU 1

Sobre a prorrogação da cobrança do IPTU, é preciso destacar que o vereador Anderson Prego do PT também pediu a prorrogação do prazo para a prefeita Beti Pavin.

IPTU 2

Já o pré-candidato a prefeito pelo PODEMOS, Joel Cordeiro, disse que é um assunto que merece ser melhor avaliado, e isso só ocorreu porque a Prefeitura fez a emissão antes da crise do COVID-19, ele espera que haja uma solução que não prejudique a população e e nem o cronograma da PMC.

IPTU 3

Ainda sobre a questão, e pré-candidata do PSB, Tânia Tosin resolveu não se manifestar até o momento, talvez porque esteja envolvida com as filiações do seu partido, uma vez que o prazo acaba na sexta-feira (3)

Thiago de Jesus 

Reprodução do Twitter de João Arruda

O vereador Thiago de Jesus (MDB) não deixou para meno, e fez na sua página no Facebook, a mesma cobrança de Hélder Lazaroto, inclusive citando o pré-candidato de Ratinho Junior. Com 12% de intenção de votos nas pesquisas, o vereador foi incisivo, não deixou  por menos, pode ser a grande surpresa das eleições? Isso o tempo dirá, estão dando corda para o moço, e isso conta muito

Planos A, B , C…

Há de fato muitos planos dentro do jogo politico de Colombo, e o pior é que ninguém solta a mão de ninguém, e o que é feito no escuro, já aparece no claro de forma transparente, até o povo descobrir será tarde

Élcio do Aviário

O vereador da base aliada da prefeita, votou contra o reajuste do IPTU, não opinou sobre o assunto da prorrogação. Ele está de olho nos  movimentos de filiação partidária para  saber o que irá fazer

Prego quer suspensão de 80 dias para cobranças de taxas

O vereador Anderson Prego, encaminhou a PREFEITURA um oficio solicitando a suspensão de 90 dias para as cobranças de taxas municipais, inscrição em Divida Ativa, protestos em cartórios e ajuizamento em ações. O vereador pontou que a crise do COVID-19 afetou diretamente esses serviços

Site não tem fanpage e nem grupo no Facebbok

É bom sempre informar aos poucos leitores deste canal, que o site Colombo Atena não tem página no Facebook, nem grupo, e página do criador do mesmo, não tem mais que 19 amigos, o não uso da Rede Social é para manter viva a sensatez e evitar o baixo nivel dos debates da rede, isso fica por conta dos fãs clubes do pré-candidatos

Opinião de Leandro Scala – Ditadura Nunca Mais

Todos os anos , nesta data , troco meu ”avatar” do Facebook pela foto de uma pessoa morta ou desaparecida pela ditadura militar brasileira.

Em 2020 , minha homenagem vai para Milton Soares de Castro.

Milton Soares de Castro morreu no dia 28 de abril de 1967. Ele completaria 27 anos de idade , quando teria sido morto por agentes do Estado. De acordo com a versão da ditadura militar , Milton Soares , teria cometido suicídio , por enforcamento , enquanto estava preso na Penitenciária Estadual de Linhares , Juiz de Fora (MG).

Milton Soares decidiu se vincular à luta armada no Movimento Nacional Revolucionário , com o intuito de organizar a frente guerrilheira da Serra do Caparaó , localizada na divisa entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Milton e outros doze guerrilheiros ocuparam a Serra no início de 1967. O objetivo era mapear o local , para organizar o treinamento dos guerrilheiros que seriam deslocados posteriormente. No dia 1º de abril de 1967 , todos eles foram presos por agentes da Polícia do Exército e , conduzidos para a Penitenciária Estadual de Linhares , em Juiz de Fora. Nessa instituição , de acordo com o depoimento de presos políticos que ali se encontravam , Milton teria tido uma acalorada discussão com o major Ralph Grunewald Filho. Após esse episódio , Milton teria sido recolhido para uma cela isolada. No dia seguinte , 28 de abril de 1967 , Milton apareceu morto.

Diante das circunstâncias do caso e das investigações realizadas pela Comissão Nacional da Verdade (2011-2014) , conclui-se que Milton Soares de Castro morreu em decorrência de ação perpetrada por agentes do Estado brasileiro , em contexto de sistemáticas violações de direitos humanos promovidas pela ditadura implantada no país a partir de abril de 1964.

Milton Soares de Castro é , hoje , mais um nome na imensa lista de mortos e desaparecidos políticos no Brasil. Uma herança de um período da nossa história que muitos tentam esquecer , mas sobre o qual sempre cairá uma cobrança: E os mortos e desaparecidos da ditadura militar?

Milton , presente!

Milton , vive!

Ditadura Nunca Mais!

Para ter acesso às fotografias e às biografias , basta acessar: www.desaparecidospoliticos.org.br

Para ter acesso ao relatório final da Comissão Nacional da Verdade , basta acessar:
http://cnv.memoriasreveladas.gov.br/

Fonte Página de Leandro Scala – Facebook

https://www.facebook.com/scala.leandro?

Deixe uma resposta