Com a falsa promessa de atender os mais necessitados , Jair Bolsonaro faz o maior ataque da história ao princípio da universalidade do SUS.

A portaria do novo financiamento dos recursos para que os municípios possam abrir e colocar para funcionar unidades básicas de saúde , imunização e ações e prevenção visa impedir que o SUS atenda a todos.

Essa nova portaria baseia o repasse de recursos aos municípios não mais pelo tamanho da população e por indicadores de vulnerabilidade , e sim pelo número de pessoas cadastradas pelas equipes de saúde da família.

Com o desmonte do Mais Médicos , o congelamento de investimentos e a dificuldade de contratação de pessoal , a cobertura em saúde da família em vários municípios brasileiros não chega a 50%.

Essa é a postura de quem mantém o congelamento dos recursos da saúde , de quem opera o orçamento só preocupado em engordar o bolso dos banqueiros , e de quem corta as políticas sociais no nosso país.

Jair Bolsonaro e seu legado irrecuperável deixam marcas dolorosas no paí.

Por Leandro Scala, ativista politico

Fonte: https://www.facebook.com/scala.leandro?epa=SEARCH_BOX

Deixe uma resposta