A pré- candidatura  do vereador bolsonarista, Thiago de Jesus ( sem partido), que até alguns meses atrás não passava de uma cortina de fumaça para compor o jogo político-eleitoral, agora parece que ganhou ares de uma possibilidade genuina, e acima  de tudo perigosa para  Colombo.
O fato ocorrido, na última terça-feira  (12) , nas dependências do Colégio Estadual Abraham Lincoln, quando alguns  pais e alunos chamaram a polícia, com o intuito de retirar um cartaz em alusão ao presidente Jair Bolsonaro, colocado na lixeira da escola foi parar no noticiário nacional, e na policia,com gente pedindo a  cabeça do Diretor do Colégio, tudo conforme o script de um estado fascista e ditatorial , no qual o Brasil se encontra, onde qualquer manifestação insurgente, e contra políticas  públicas, e de gestão do atual governo causam revoltas “violentas” e articuladas em redes sociais,  podendo  fazer com que Colombo comece a bailar uma valsa na beira do abismo dos imbecis; um verdeiro salto no escuro para quem quer mudar algo.
O vereador Thiago de Jesus é bem conhecido, e conseguiu como Bolsonaro, usar de uma suposta tentativa de ser o antipolitico, sem propostas e nem competência, se impor entre os setes primeiros colocados nas pesquisas, assustando os politicos racionais da cidade, que cá para nós, por piores que sejam, são melhores que ele.
O perigo de acontecer em Colombo o que  ocorreu no Brasil é real. O  eleitor colombense é facilmente manipulado e manipulável, sem contar, que o Bolsonarismo é um movimento que não irá desaparecer tão cedo.
A possibilidade de uma vitória de Thiago de Jesus, representa o caos, se acaso for eleito, não pelo gosto por uma facção fascista apenas,  (agora, o Lula tá livre, babaca) mas,  porque algum empresário  mal-intenciado do tipo,  Véio da Havan, queira bancar  esse projeto, e depois de Thiago de Jesus  eleito e  sentado na cadeira de prefeito, vai  tomar conta do cofre.
O melhor para os colombenses é não fugir dos candidatos tradicionais, e  dentro da sanidade e do equilíbrio do sistema político, ou vamos ter um hospício em Colombo, sem noção, e alguns anos de terror pela frente, mais uma vez fica o alerta: #fujalouco
Elias Glaucio

Deixe uma resposta