A sucessão municipal de 2020 vai e deve ser pautada pelas últimas duas gestões que passaram por Colombo nos últimos 13 anos e meio, Jota Camargo de 2005 a 2008, e Beti Pavin de 2013 a 2021. Sem essa comparação será inútil colocarmos Sérgio Pinheiro de um lado e Hélder Lazarotto de outro, ambos representam os dois momentos e projetos de administração que marcaram a vida dos colombenses.

Não dá para deixar de pegar setor por setor da administração municipal sem deixar de fazer uma checagem de como estão cada um na atualidade, Jota Camargo x Beti Pavin, é esse o desafio, é essa a discussão que vai pautar a eleição, com um porém: Hélder Lazarotto foge do fato de ser o pré-candidato de Jota Camargo, ao contrário de Sérgio Pinheiro que aceita colocar as cartas na mesa, e mostrar o que o seu grupo herdou e o como está a gestão atual.

O pré-candidato de Ratinho Junior, (se é que é verdade)  não gosta que fale dos seus acordos do passado, isso é fato, não quer ver sua imagem colada na de Jota, mas quer a todo custo colar em Ratinho Junior, que ainda não deu uma declaração de apoio a ele, Hélder Lazarotto vem perdendo espaço com a entrada de Zé Vicente no processo pré-eleitoral , acusou o golpe, e vai ser dificil reverter a queda se não quiser debater e comparar as duas gestões. Beti Pavin não mostra receio nenhum e aceita.

Um dos dois pretendentes ao cargo maior da politica de Colombo deve largar os bets até 2020, aposto que isso ocorrerá com Hélder Lazarotto, e você?

Deixe uma resposta