A nota triste da semana que passou foi anúncio do leilão da Santa Casa de Colombo, um instituição histórica e que muito contribuiu para a saúde pública do nosso municipio.

Fico sem rumo com a situação de caos da saúde brasileira, em especial com a da região metropolitana de Curitiba, os problemas são enormes, e as ações dos politicos são desastrosas, para não dizer outra coisa.

A Santa Casa de Colombo vai para leilão por causa de míseros 9 milhões de reais, e com certeza não faltará quem se habilite a comprar, é um grande negócio para planos de saúde e empresários do setor, que sempre têm mais chances de alcançar apoio dos politicos para parcerias, os congressistas estão aí para colaborar, ainda mais se cair um pixuleco na conta.

Ao parar de funcionar em 2012, por determinação do CRM e deixar de atender seis mil pessoas por mês, o hospital que era uma referência para muitos municipios da região norte de Curitiba deixou uma lacuna que não foi, e não será reparada tão cedo, até porque mais de 90% das Santas Casas do Brasil estão falidas.

A prefeita Beti Pavin bem que tentou retomar em sua totalidade o atendimento por parte do Hospital, conseguiu reabri-lo, não foi o suficiente,o empasse com o Conselho de Administração, muito “nebuloso” por sinal,foi o balde de água fria na esperança do povo.

Um detalhe que não pode passar despercebido nesse caso é a omissão dos atuais vereadores com relação a crise, não fizeram nada, e sequer abriram uma auditoria para aferir o que aconteceu com a instituição desde dos anos 80 para cá, legislaturas anteriores foram mais ativas e deram mais atenção ás dificuldades da instituição, teve até vereadores que chegaram a presidir o Conselho de Santa Casa, os edis se omitiram e um deles ainda usa a Tribuna para fazer politica barata e pedir apoio para um governador recém-empossado, enquanto o anterior apoiado por esse mesmo politico, não fez um hospital em oito anos de gestão, ao contrário dos governos do MDB, que fizeram mais de cinco, é um circo total da era bolsonaro, como diz Requião, o governador que mais trabalhou por Colombo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEnfermeira por vocação
Próximo artigoEscola é…

Deixe uma resposta