Uma das maiores falhas no sistema de saúde pública do Brasil está na falta de bons gestores, e isso também se dá em quase toda a região metropolitana de Curitiba. A escolha dos secretários é meramente politica e por indicação de gente com poder de influir na administração municipal.

Ao ler ontem aqui sobre a possibilidade da ida do médico Wagner Sabino para assumir a secretaria de saúde de Piraquara fiquei mais feliz, não só por ser uma pessoa de bem, mas também por ser uma cara nova e com novas ideias para gerir o setor. A atuação médico nesses últimos anos em Colombo é de muita relevância para a luta da população e classe de profissionais por saúde atuante e mais focada na cidadania e ação propositivas que façam mais pela nossa gente.

O municipio de Colombo já teve vários secretários de saúde, e quase todos sempre fizeram mais do mesmo, além de haver muitos rodizios a frente da pasta, não sabemos tratar essa questão como se deve, e os gestores  sempre são os primeiros a serem queimados e sem chance de defesa, e a culpa nem é só deles, vem mais do sistema politico que defende o quanto pior melhor.

Em Curitiba trabalhei com vários secretários, desde Nizan Pereira e Mário Leitão, passando por Armando Raggio,João Baracho, Luciano Ducci, Michele Caputo, Adriano Massuda entre outros. Muda a gestão, muda a visão administrativa, normal em se tratando de politica, o que não é normal, é que programas que deveriam ser permanentes são excluidos de uma hora para outra.

Torço para o Dr Wagner Sabino seja escolhido para ser o secretário de saúde de Piraquara, e fico por triste por Colombo não ter dado a ele essa oportunidade,é uma pena, mas ainda temos tempo de rever essa falha.

SAÚDE, AÇÃO E CIDADANIA

Priscila Glaucio – Técnica em Enfermagem e ativista politica.

Deixe uma resposta