Para Doutor Rosinha, o juiz Sérgio Moro reforça que Lula é vítima de lawfare ao aceitar o convite de Bolsonaro para assumir Ministério da Justiça

Em entrevista ao Estado de S. Paulo, em novembro de 2016, o juiz Sergio Moro disse que “jamais entraria para a política”. O próprio juiz se contradiz na manhã desta quinta-feira (1) ao aceitar o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça.

A atitude de Moro só reforça que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é vítima de lawfare – que consiste no abuso e mau uso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política.

Mais do que nunca, as decisões do juiz Sergio Moro são colocadas sob suspeição. Moro fez política e foi parcial vestindo a toga. O juiz tirou Lula de uma eleição em que o mesmo aparecia com 40% das intenções de voto, o dobro do que tinha Jair Bolsonaroagora eleito.

Não há dúvidas de que sem Moro e sem a Lava Jato, dificilmente Bolsonaro venceria as eleições. E agora Moro recebe sua recompensa como Ministro.

Todos conhecem o caráter fascista e autoritário de Bolsonaro. Preocupante é o fato de que Moro se junta a ele, assumindo a mesma identidade de quem defende prisão e exílio para quem divergir ideologicamente deles.

Dr. Rosinha foi um dos fundadores do PT e atualmente é presidente do PT Paraná

Fonte: http://www.pt.org.br/dr-rosinha-moro-prova-parcialidade-ao-aceitar-assumir-ministerio-da-justica/

Deixe uma resposta