Divulgada na manhã desta terça-feira (25) a pesquisa realizada pelo Instituto Arbeit a pedido do Correio Paranaense, não foi boa para o candidato ao governo do estado,  Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), o candidato caiu quase cindo pontos em relação a última sondagem, foi de 39,67% para 35,27%.

Por outro lado a governadora Cida Borguetti (PP) subiu de 18,47% para 19%, e o candidato do MDB João Arruda foi de 6,78% para 9,07%. Somados aos outros candidatos que pontuaram e o percentual de indecisos, já dá para se prever um segundo turno.

Confira os resultados:

Ratinho Júnior (PSD) – 35,27%

Cida Borghetti (PP) – 19%

João Arruda (MDB) – 9,07%

Dr. Rosinha (PT) – 4,07%

Ogier Buchi (PSL) – 1,47%

Professor Piva (Psol) – 0,67%

Ivan Bernardo (PSTU) – 0,40%

Jorge Bernardi (Rede) – 0,33%

Priscila Ebara (PCO) – 0,20%

Geonísio Marinho (PRTB) – 0,13%

Indecisos – 13%

Branco/nulo – 10%

Nenhum – 6,40%.

Com a prisão do ex-governador Beto Richa, muitos achavam que a herança maldita iria respingar somente na governadora, mas também muita gente ligou o fato de Carlos Massa Ratinho Junior ter sido o homem forte do tucano em sua gestão, quando ocupou a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e fez todo seu curral eleitoral com a caneta da pasta cheia, e saiu da mesma com alguma antecedência para não deixar transparecer sua ligação intima com Beto, mas não deixou de levar para dentro de sua coordenação de campanha uma turma de velhos politicos que serviram ao governo do estado, e hoje estão dando as cartas para Ratinho Junior jogar o velho jogo da politica corroida.

Ratinho Junior tentou passar uma imagem de novo e de oposição, não foi autêntico como a governadora Cida Borguetti, que de imediato pediu a retirada do nome de Richa de sua chapa, além de tomar outras medidas logo que assumiu, quando exonerou Deonilson Roldo, o homem de confiança de Richa, um dos 13 presos pelo Gaeco. Não é de oposição como João Arruda e Dr Rosinha, é o mais do mesmo, até porque sempre agiu dessa forma em sua carreira feita à reboque do pai, ex-colorido dos anos 80.

Outro fato que deve contribuir para a queda de Ratinho é a restrição por parte da Justiça , que impede seu pai de ser o animador de seus atos de campanha como puxa-aplauso de plateia, mas o que poderá ser decisivo nessa reta final é sua adesão ao candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), que alimenta o ódio, preconceito, racismo, misoginia e machismo em seu discurso. Bolsonaro apoia Ratinho Jr. e partido desiste de candidatura no Paraná https://www.tribunapr.com.br/noticias/politica/bolsonaro-apoia-ratinho-partido-desiste-de-candidatura-parana/

Ratinho diz que está com Álvaro Dias do PODEMOS, mas á paisana dá seu apoio ao capitão, e poderá vir a sofrer o impacto dessa aliança de seu pai,com os movimentos contra o candidato de extrema-direita crescendo e sua rejeição subindo, a lógica é que seus eleitores e os indecisos comecem a repensar o voto e levem a eleição para o 2º turno para esticar o debate e apresentar propostas, seja com Cida ou Arruda.

Em Colombo a posição do candidato é a mesma de sempre: apoiado pelo grupo de Jota Camargo (condenado pela Justiça) Ratinho conseguiu unir a ex-equipe do pior prefeito da cidade de todos os tempos, com Zé Vicente e tudo, segue fazendo suas carreatas e reuniões, sob o comando de Hélder Lazarotto (aquele dos 14 mil de aposentadoria) segue o baile que tudo está por acontecer ainda…

 

 

 

Deixe uma resposta