A Família Frias tem um histórico de golpismo.
Apoiou a ditadura de 64. Mas dizia que “não havia ditadura”. Garantia que era “Revolução”.
Assim como a Globo, acabou se arrependendo mais tarde. Mas só depois que milhares de brasileiros já haviam sido presos, torturados , banidos ou mortos. Sem contar a interrupção da democracia por mais de 20 anos.

Mas, em um deslize recente do falecido, ficou claro em um editorial que mesmo esse arrependimento era falso, puro cinismo. Escreveu que a ditadura tinha sido na verdade… uma “ditabranda”. E continuou golpista até morrer.
Apoiou e comemorou o golpe em Dilma.
Assim como apoiou e comemorou a condenação e prisão de Lula.
Garantiu que Lula agora estaria “fora de cena” e que “o Lulopetismo morreu.”

A ironia é que o dono da Folha sai de cena justamente na semana em que todas as pesquisas escancaram que esse Lula e esse PT seguem mais vivos do que nunca. E isso está estampado na edição de hoje do seu jornal. Na mesma página de capa em que se anuncia sua morte está lá a divulgação de novo DataFolha. O Lulismo vivíssimo com 39%, dispensando até 2º turno; o Petismo vivíssimo com 29%, mais que a soma de todos os demais 34 partidos.

Todo respeito a uma vida que se vai. Mas não verterei uma lágrima por quem foi cúmplice de tantos males a tantas outras vidas de brasileiros.

Por Augusto Ferreira – Professor de Biologia e Historiador

https://www.facebook.com/augustoferreira65

Deixe uma resposta