Apesar de ter seu nome cogitado pelo diretório estadual do Partido dos Trabalhadores no Paraná para ser um dos possíveis candidatos a deputado federal pela legenda na eleições de outubro deste ano, o vereador Anderson Prego do PT de Colombo não deve mesmo concorrer a uma cadeira na Câmara Federal como representante dos colombenses.

As razões são o alto custo da campanha e o número de votos para conquistar a vaga, fatores que pesam na balança na hora de se decidir como usar seu potencial eleitoral, já que com  seu mandato participativo pode  impulsionar um nome forte do PT  para manter a legenda com a manutenção da maior bancada do Congresso Nacional.

Anderson Prego também tem focado sua luta pela volta do estado democrático de direito que foi tirado dos brasileiros com o golpe institucional de 2016, seu trabalho na Câmara Municipal de Colombo é o mais reconhecido pelo eleitor de Colombo no momento, e já o credencia para ser o principal candidato da oposição às eleições de 2020 na briga contra os grupos de Jota Camargo representado por Hélder Lazarotto e o candidato de Beti Pavin que deve ser Sérgio Pinheiro o atual vice prefeito.

Caso opte por tentar uma nova reeleição, o petista deverá sem dúvida arrastar consigo mais 2 vereadores se a atual legislação eleitoral prevalecer pare o pleito municipal.

Essa é ainda uma hipótese, pois até junho o vereador deverá decidir o caminho a ser tomado, de acordo com as determinações do partido. por enquanto segue luta pela libertação de Lula e sendo a voz solitária de Colombo na Câmara de Vereadores.

Deixe uma resposta