A situação da nossa economia neste momento é muito confusa, quase insustentável.
Veja: para o brasileiro fazer uma análise da nossa situação econômica nos dias de hoje, teria que voltar a 1992, quando vivíamos numa caótica situação e mergulhados numa inflação que destruía nosso dinheiro.
A partir de 93/94 com a reforma e a criação do Plano Real , o Brasil passou a ter um controle da inflação e a economia teve um período de estabilidade que se manteve por pelo menos uns 07 a 08 anos, e depois disso, com o governo apostando em dar prioridade as industrias brasileiras teve como primeiro impacto o afastamento das empresas estrangeiras e os investimentos externos, com isso a famigerada inflação voltou a dar o ar da graça.


Nos últimos anos, tudo veio se agravando, com uma série de desatinos do governo e por conseguinte a deflagração da inconcebível corrupção existentes no meio politico e governamentais, a coisa  desandou , e hoje temos a volta da inflação, a quebra de empresas, aumento do desemprego, aumento da informalidade, como meio do desempregado tentar sustentar  sua família. 


Hoje temos um grande fluxo de empresas fechando. Isso acontece num percentual muito maior do que criação de novos empreendimentos.


O que vem se notando na economia e esta acontecendo muito neste momento, são empresas optando  em muitos casos , essa tem sido a única alternativa, em que os contratados precisam constituir uma empresa individual, a popular MEI, (microempreendedor  individual ) tentando com isso livrar-se dos custos de contratação via CLT.


A expectativa agora neste inicio de 2018, e que com a proximidade das eleições e principalmente as atuais alterações do governo em relação a reforma trabalhista e a previdenciária, possamos ter uma retomada importante da economia nacional, esperamos. Mas ainda tenho dúvidas sobre essa possibilidade real, mas penso que se isso acontecer certamente será a longo , muito longo prazo.

Na verdade usei a base do plano real , até o governo que o sucedeu , de 2002 a 2010 , porque foi um momento de estabilidade que tivemos , pois ante disso!! credo… e agora com todos os atuais acontecimentos voltamos a ter uma situação parecida , se não pior, e sem muita luz no fim do túnel pelo menos nos próximos 04 anos..

JOÃO VASSELAI É TÉCNICO EM CONTABILIDADE e EMPREENDEDOR 

Deixe uma resposta