Desde da gestão do ex-prefeito Edson Strapasson – 1993/1995 – quando o engenheiro civil lançou o famoso “Programa Pé no Asfalto” , momento em que realizou o sonho de muita gente de ter suas ruas pavimentadas , em uma época que o pó era soberano nas vias do transporte coletivo de Colombo – na verdade tal programa contemplou em sua totalidade essas vias , e não vias secundárias , a não ser algumas – com 80% dos recursos oriundos do caixa da Prefeitura , ou de governos estadual ou federal , que acendeu nos olhos dos politicos que o sucederam o brilho o voto em troca de uma via pavimentada .

Quando a prefeita Beti Pavin assumiu em 1996 , como  dinheiro estava curto e o custo para se pavimentar uma via era alto , ela lançou o não menos famoso e bem sucedido Programa de Pavimentação Comunitária , com a diferença de ser uma parceria entre comunidade e prefeitura ( a prefeitura entra com a logistica e o povo paga o asfalto) . O Plano bombou , e até hoje segue sendo a principal moeda de troca na hora da eleição entre candidato da máquina e o eleitorado , não é sem razão que de cada dez indicações de vereador da base aliada ,  seis são para atender a clientela politica dos edis .

Já no governo de Jota Camargo – 2005/2011 – até uma Usina de Asfalto foi comprada , e  até hoje não se sabe o paredeiro da mesma  ,  na sua campanha de reeleição o cara fez um programa de anti-pó bem safado , era mais uma tintura de piche jagada nas ruas , que durava nem uma semana , e em algumas vias nem isso

Para este ano , ano de eleição , a demanda vai aumentar , os vereadores já negociaram seus votos traindo os trabalhadores e o povo com o pacotaço de maldades e o aumento da taxa do IPTU , agora vem a cobrança junto á prefeita, já que cada um deles têm seu “deputado forasteiro de estimação” , e para faturar algum troco precisa fazer voto , e para fazer voto , vai precisar de asfalto , ou seja: o eleitor mais incauto será levado no bico outra vez , além de pagar a benfeitoria , vai eleger um deputado que irá tomar seu sufrágio , pagar bem ao vereador e aparecer em Colombo só em 2022 , Luiz Claudio Romanelli , o deputado oficial da prefeita e da maioria da base de negócios , deve ser o maior beneficiado , juntamente com Valdir Rossoni , o mesmo que prometeu há mais da um ano o reinicio das obras da Roubovia da Uva , segundo fontes a obra custará R$ 70 milhões a mais para ser concluida.

Foto do Portal Colombo

Deixe uma resposta