Pode parecer surreal , mas se o eleitor que conhece um pouco da politica de Colombo pensar bem , um possivel “Acordo Branco ” entre Hélder Lazarotto (PSD) e Beti Pavin (PSDB) pode estar sendo costurado bem as escondidinhas , com vistas as eleições de 2020 , quando Beti Pavin deixa a prefeitura e ainda não têm uma candidatura viável a sua sucessão ,  e com capital eleitoral para tomar seu lugar .

O jogo é fácil de entender , até pelos laços históricos que unem os dois . Hélder Lazarotto foi lançado na politica por Beti Pavin em 1996 , está hoje lotado no governo de estado e recebendo da prefeitura de Colombo , com certeza Beti Pavin o liberou para o HEMEPAR com a exigência de pagar seus proventos (espaço aberto para contestação) .

Em 2016 , Hélder evitou o confronto mais incisivo com a candidata a reeleição , quem batia era seu vice , professor Alcione Giareton . Em 2017 , o mesmo Hélder teve seu nome sondado para ser secretário de saúde de Colombo , só não aceitou porque perderia o discurso . No mesmo ano quando poderia ter colocado a prefeita nas cordas e nocauteá-la , o “ex-amigo” preferiu jogar fora a oportunidade e ficar calado , logo após isso , boatos dos dois lados dão conta de que tudo já estaria certado para 2020 , ainda mais levando-se em conta que Hélder será o puxador de votos de Ratinho Jr nas eleições deste ano para o governo do estado em Colombo , os fatos satisfazem os interesses dos dois lados …

O perfil politico do ex-secretário de saúde de Colombo , é de quem quer e almeja ser prefeito a qualquer custo , para isso basta só acertar o jogo dentro dos bastidores e deixar que Beti Pavin cuide do resto junto com governador Beto Richa , ou com quem quer que seja o próximo governador , a prefeita já armou o tabuleiro e Hélder é peça chave dentro dele.

Deixe uma resposta