A morte de Ziquita ocorrida na madrugada de segunda-feira (18) trouxe novamente á tona o quanto os politicos e as celebridades desprezam solenemente àquelas pessoas que um dia lhe foram úteis , e que depois de as usarem se tornam descartáveis e sem valor.

Apesar de ter sido lamentada por todos os que conheciam pessoalmente e por muitos que só ouviram falar do maior descobridor de craques de Colombo , e um dos melhores técnicos de futebol de base do Paraná , Ziquita não mereceu uma nota sequer da prefeita Beti Pavin e do ex-jogador Alex 10 , duas pessoas que Ziquita ajudou e muito .

Por Beti Pavin chegou a perder o emprego na prefeitura quando Jota Camargo era prefeito , já com Alex 10 ( um sujeito que tem nojo de Colombo e que não merece nem a idolatria da torcida coxa-branca , já que fez muito pouco ou quase nada pela cidade e nem pelo time ) , Ziquita foi um dos seus técnicos nas categorias de base , ensinou muito para o então garoto que atendia pelo apelido de “PACHEQUINHO” . Nas redes sociais o craque nada comentou , e quando se toca no assunto foge do debate .

Por outro lado a Secretaria de Esportes sequer emitiu uma nota de pesar , Márcio Ferro o titular da pasta e Paulo Cesar Cardoso , simplesmente , se omitiram , esqueceram do primeiro técnico das escolinhas de futebol , dos campeonatos conquistados por ele , como o titulo estadual dos Jogos da Juventude em 1994 , preferiram a atitude os canalhas e covardes , deixaram cair a máscara de vez .Lamentável ! Como foi com Jeferson Mendes (Jefão) , que só teve seu nome reconhecido há dois anos atrás . Não dava para esperar muita coisa mesmo de uma galera que faz do cargo público um meio para definhar o erário , e que se dane as relações humanas… #hipocritas

Amanhã tem mais.

Deixe uma resposta