A divulgação dos dados da delação do empresário , Eduardo Lopes de Souza , dono da Construtora Valor , amplamente divulgada pela grande midia nacional , e caindo de forma devastadora sobre o governo de Beto Richa e de seus aliados mais próximos , deve com certeza mexer com todo o quadro politico para as eleições de 2018.

Em Colombo a prefeita Beti Pavin (PSDB) , o vice-prefeito , Sérgio Pinheiro (PP) e Hélder Lazarotto (PR) são ligados a Richa , e aos envolvidos no escândalo , e não terão como esconder essa aliança por mais tempo , ou se manifestam , ou colocam seus projetos politicos para 2020 em xeque .

Sérgio Pinheiro e Hélder Lazarotto são pretensos pré-candidatos a prefeito  . Resta saber o estrago que a operação terá ainda mais para fazer e saber se seguirão com seus projetos junto com os governistas tucanos.

Para Sérgio Pinheiro do mesmo partido de Cida Borgheti e Ricardo Barros a situação está mais complicada , uma vez que os dois pepistas estão atolados até o pescoço em escândalos , além de ter como  parceira a prefeita condenada no caso do funcionários fantasmas da ALEP , Beti Pavin , que já está sem qualquer pretensão na politica . O caminho de Sérgio Pinheiro parece ser bem complicado por causa dessa companheirada.

 

O Secretário da Casa Civil , Valdir Rossoni , foi citado na operação quadro negro

Já Hélder Lazarotto (PR) é diretor do Hemepar , e tem sido a menina dos olhos do alto escalão de Richa nos últimos meses , que estão de olho nos 26 mil votos do opositor de Beti Pavin em 2016 . Sua ligação com Ratinho Junior pode ser sua salvação , se o filho de Carlos Massa conseguir escapar da tempestade que virá sobre o governo a quem serviu até agora . Outra opção para o opositor de Beti Pavin seria o Podemos do seu parceiro Alcione Giaretton.

O tempo e o noticiário conspiram contra todos , é necessário que os politicos de Colombo acima citados se posicionem , ou naufragarão com Richa e seus parças de banheiro…

Deixe uma resposta