Na manhã desta segunda-feira (28) , em uma sessão cercada de tensão e muita expectativa , os vereadores da base aliada da gestão de negócios do prefeito Rafael Greca aprovou em primeira discussão a terceirização dos serviços de saúde e de educação da capital paranaense , por 21 votos a favor e 7 contrários . Muitos servidores públicos protestaram durante o transcorrer do golpe dado na classe . A proposta de Rafael Greca resgata a adoção das ORGANIZAÇÕES SOCAIS (OSs) , que já havia sido reprovada em gestões passadas . A falta de debate em torno da questão tira a legitimidade da questão , e coloca mais uma vez os representantes eleitos pelo povo a serviço dos interesses da prefeitura.

Em Colombo , a greve dos médicos já dura 75 dias , a prefeita Beti Pavin espera a decisão definitiva da justiça , mas já cogita há tempos seguir os mesmos caminhos da gestão Greca , o que seria mais um negócio da gestão do que uma saida.

O municipio não respeitou as regras do concurso na questão da carga horária dos profissionais e perdeu uma ação na justiça . O municipio e a prefeita detêm a maioria dos vereadores no legislativo e todos são subservientes aos pedidos da prefeita , e a vontade dos seus sócios deve prevalecer , como foi na votação dos PLS 007 E 008 , que retirou os direitos históricos dos servidores.

Foto do G1

Deixe uma resposta