Depois da paulada que atende pelo nome de Aumento de impostos sobre os combustíveis, com a “desculpa” de cobrir o rombo e fazer de conta que o governo tenta “estancar” a sangria que está custando barrar o pedido de investigação contra o Presidente no Congresso, sob o pretexto de que A população vai entender” o aumento dos combustíveis  – e parece que entenderam mesmo pois não vi ninguém reclamar e nem fazer hastag – o  novo “queridinho” que estão querendo vender como a salvador da pátria é o PDV – Plano de Demissão Voluntária para os funcionários federais.

Mas qual será o impacto desse PDV nas contas públicas?

Agora? Nenhum! E a economia que se fará no curto prazo nem será essas coisas, considerando que só para barrar a votação contra o presidente já custou aos cofres públicos mais de R$ 2 bilhões e o que se economizará com o PDV será em torno de R$ 1,8 bilhão, mas só ano que vem!

Isso sem contar que esse PDV faz de conta, apenas para os funcionários do executivo, só abrangerá 0,5% do total, atingindo principalmente aqueles que já estão em condições de se aposentar.

Aí você deve estar pensando: “Ah! Mas jornalistas influenciadores nas redes sociais dizem que esse PDV é bom”!

Balela, não é a demissão voluntária de 0.5% dos funcionários federais que solucionará o rombo orçamentário do Brasil.

Querem que vocês comprem essa ideia, afinal como diz o Presidente: Esse é um governo que não mente” (pouco, né).

Rita Gomes Todeschini é blogueira politica em Brasilia

Deixe uma resposta