A APMC sindicato , realizou na tarde desta terça-feira (25) a reunião do colegiado da entidade para definir o caminho que irá seguir a partir de agora , após a decisão da prefeitura em repor a data base para o mês de agosto , baseado no indice do IPCA de Junho , que ficou em 2,99%

Segundo o professor Claudinei Duarte Lima ,presidente da APMC , será realizada uma enquete em todas as escolas e CMEIS , consultando toda a categoria sobre as ações que deverão pautar a classe , visto que há divergências sobre a realização de greve ou não. A maioria dos sindicalizados é quem irá decidir o que se irá realizar, já que a deflagração do movimento paredista estava condicionada ao não pagamento da data base .

Confira a nota emitida pela APMC:

Breve Informativo da Reunião do Colegiado – 25/07
Após análise do Decreto 039/2017 aprovou-se encaminhamento de OFÍCIOS requerendo que seja revisto o índice do REAJUSTE salarial, visto que 2,99% refere-se ao IPCA de julho, sendo que deveria ser no mínimo o índice de abril, que ficou em 4,08%, ou o IPCA de dezembro de 2016, 6,28%, retroativo a JANEIRO de 2017. Também será realizado uma ENQUETE em todas escolas e cmeis a fim de que os sindicalizados possam deliberar quais os próximos passos da luta: GREVE, PARALISAÇÃO de um dia, protesto dentro das escolas e cmeis (cruzar os braços, retardar o início das aulas); abaixo assinado, ação jurídica, ASSEMBLEIA na segunda semana de setembro para analisar os contracheques com o reajuste … Aguarde maiores detalhes na sequência…
Ajude a divulgar 


Agradeço a presença de todos que compareceram na reunião e aguardamos VOCÊ no próximo encontro. Juntos, POR NENHUM DIREITO A MENOS!!!

Claudinei Duarte Lima – Presidente

Deixe uma resposta