Se a gestão de negócios tomou conta da atual administração de Colombo, como gosta de ressaltar o professor Alcione Giaretton (PODE ) , candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Hélder Lazarotto (PR) na eleição de 2016 , não dá pra negar ,que após seis meses de governo da prefeita Beti Pavin, a oposição já entrou na planilha de custos como sócia majoritária do consórcio Beto Richa e cia , já que não se manifesta de forma mais eficiente e incisiva sobre o atual momento de caos social e político no município.

Bater na tecla da impossibilidade de Hélder Lazarotto estar amarrado ao mesmo governador que sustenta tanto ele quanto Beti Pavin , não adianta mais

Resta saber se até 2018 a sociedade imposta pelo tucanato vai se manter . Até lá o secretário de desenvolvimento urbano do Paraná, Ratinho Junior (PSD ) já terá definido quem será seu principal cabo-eleitoral no município, e com quem irá dividir seu palanque e , se eleito governador dar seu aval para manter a situação atual ou mandar seu apadrinhado soltar o grito da independência.

Deixe uma resposta