Faltando três dias para a votação dos projetos de lei 007 e 008 de autoria do executivo, a expectativa sem dúvida é como os servidores públicos irão reagir diante da impossibilidade de ter acesso às dependências da Câmara de Vereadores durante a sessão extraordinária marcada para às 9h30 de segunda-feira ( 17).

O presidente do legislativo Wagner Brandão acendeu o pavio , para que a base de Beti Pavin toque fogo no circo , ao entrar com o pedido de Interdito Probitório, deferido pela juíza substituta da Comarca de Colombo Dra Juliana Olandoski Barbosa na última terça-feira (11) .

A decisão do MP vai aumentar o movimento dos sindicatos e servidores públicos, ainda que não possam ter acesso a Casa de Leis. Fora dela as manifestações podem se realizar de forma espontânea, ordeira e democrática. Isso ,se os 14 ou 15 vereadores ligados a gestão de negócios da prefeitura não resolverem partir para o confronto via justiça para reprimir os manifestantes , o que com certeza geraria ainda mais revolta na classe , que deve ter seus direitos degolados na cara dura pelos edis do rolo compressor de Beti Pavin.

Vai ser um 7 x 1 amargo e difícil de engolir a seco sem que após a confirmação da aprovação do pacote de maldades da prefeita não haja por todo o município focos de incêndio do pavio que “Elles” acenderam , ao empurrar goela abaixo do trabalhado o Pacotaço , sem ao menos abrir espaço para negociação sobre as medidas que só interessam aos poucos sócios do poder executivo ora instalado .

Com a greve dos professores marcada para começar dia 26 de julho, é impossível prever o que virá pela frente, já que a imensa maioria dos trabalhadores públicos pode seguir o caminho dos médicos e dos professores , deflagrando uma greve geral sem precedentes na história do município , e com o apoio da população , que só está esperando alguém puxar o coro de ” fora Beti Pavin ” para seguir meter o loco na mais desastrosa gestão municipal dos últimos anos.

Para fechar só falta o ex-prefeito Jota Camargo sair a frente do movimento e sair vitorioso do túmulo, como Lázaro da passagem biblica. Seria o ponto de partida para os fariseus da política local saírem em busca de um justo para crucificarem , junto com alguns ladrões da gestão de faz de conta e seus amigos.

 

Postado por Luara Claucio 

Deixe uma resposta