A prefeita Beti Pavin (PSDB) desde que foi pega no caso dos funcionários fantasmas em 2008 , quando a Gazeta do Povo e a RPC denunciaram o caso para o Brasil inteiro , perdeu seu “Jeito de Governar com Apoio Popular” já que escândalo veio a escancarar os meios ilicitos que a politica estava usando para beneficio próprio de seu grupo . Além de perder a eleição daquele ano para o ex-prefeito Jota Camargo , teve que enfrentar a queda de sua popularidade .

Beti Pavin também teve que amargar mais uma derrota nas urnas em 2010 , quando não se reelegeu para deputada estadual . Também teve as contas de sua última gestão como prefeita desaprovada pela Câmara de Colombo e foi para lista dos politicos enquadrados na Lei da Ficha Limpa , só conseguindo se livrar da mesma graças a uma série de conchavos de bastidores .

Desde então a atual mandatária que segue mais o que sua amiga Eliane Tosin , a procuradora do municipio dita , do que o clamor dos seus eleitores , passou a governar e tomara suas decisões dentro do âmbito juridico .

Em outros tempos quando ostentava uma taxa de popularidade de 60% tinha a porta de seu gabinete aberta para o povo e para os servidores , hoje o panorama mudou , Beti Pavin está sem apoio dentro de Colombo e enfrenta a briga entre seus grupos que se formaram dentro da prefeitura. Não sentou para negociar com a classe médica , confiou na justiça e se deu mal , a greve foi considerada legal , agora está usando a justiça mais vez para impor seu pacote de maldades , com o apoio de sua base aliada , composta por 15 serviçais .

Até quando a justiça vai servir de amparo para sua administração , ainda não se sabe , mas enquanto o povo de Colombo não ir para as ruas e fazer a pressão contra os desmandos dessa gestão , ninguém vai notar que está levando um olé da prefeita.

 

Deixe uma resposta