O presidente da Câmara de Vereadores entrou com uma ação de Interdito Proibitório junto ao judiciário com a intenção de proibir de forma ditatorial o ingresso de servidores quando serão votados os projetos de Leis 007 e 008 , que retira direitos adquiridos dos servidores públicos.

A petição inicial foi impetrada pelo presidente do legislativo com a anuência dos vereadores da base aliada.

O presidente da APMC sindicato, Claudinei Duarte Lima disse que o objetivo é impedir a livre manifestação democrática da classe que visa somente lutar por seus direitos.

Sem dúvida esse é um ato ditatorial de quem não sabe conviver com o diálogo e não aceita sequer o acesso do povo ao plenário da Câmara. O estado de alerta está sendo divulgado pela APMC que de forma alguma vai aceitar se por de joelhos nesse momento em que o Brasil e o Paraná vivem e convivem com políticos retrógrados e sem qualquer respeito ao estado democrático de direito .

O presidente da Câmara de Vereadores entrou com uma ação de Interdito Proibitório junto ao judiciário com a intenção de proibir de forma ditatorial o ingresso de servidores quando serão votados os projetos de Leis 007 e 008 , que retira direitos adquiridos dos servidores públicos.

A petição inicial foi impetrada pelo presidente do legislativo com a anuência dos vereadores da base aliada.

O presidente da APMC sindicato, Claudinei Duarte Lima disse que o objetivo é impedir a livre manifestação democrática da classe que visa somente lutar por seus direitos.

Sem dúvida esse é um ato ditatorial de quem não sabe conviver com o diálogo e não aceita sequer o acesso do povo ao plenário da Câmara. O estado de alerta está sendo divulgado pela APMC que de forma alguma vai aceitar se por de joelhos nesse momento em que o Brasil e o Paraná vivem e convivem com políticos retrógrados e sem qualquer respeito ao estado democrático de direito .

 

Postado por Luara Claucio

Deixe uma resposta