A greve geral dos médicos da rede pública de saúde de Colombo deflagrada no dia  13 de junho , completa nesta terça-feira (12) 27 dias de paralisação , o efetivo que está atuando nas unidades é de 60% conforme delibera a lei.

Sem dialogo com o secretário de saúde de Colombo , Dr Darci Braga , que não propôs nada que viesse ao encontro das reivindicações da classe , e com a prefeita Beti Pavin se negando a negociar diretamente com os lideres do movimento que está amparada legalmente pelo TJPR , a paralisação não tem data para acabar .

Neste periodo muitas ações já aconteceram , teve até vereador da base aliada batendo boca com funcionários do PA do Alto Maracanã , além de muita revolta da população que está ao lado dos médicos , uma vez que a greve visa melhorar todo o sistema de saúde do municipio que está em total estado de precariedade . Um exemplo : no sábado (8) tinha apenas uma médica no Plantão do PA , se houvessem dois casos de parada cardio-respiratória , um dos pacientes certamente correria risco de morte , pois não haveria como a profissional fazer dois atendimentos ao mesmo tempo. E nada da senhora BETI PAVIN e sua Base Aliada colocarem um fim no caos , pois é a atual administração a maior responsável pela crise.

 

 

Deixe uma resposta