Um movimento apartidário , o que não significa que haja dentro dele atitudes politicas , pois o movimento em si já é para fazer o contraponto contra o atual estado de inércia da oposição tradicional que saiu das urnas na eleição passada e até agora continua sem ação .

A ideia partiu de um morador do Jardim Osasco que não conseguiu conter sua indignação com os fatos que ocorrem em seu bairro e o descaso da prefeitura  e da Câmara de Vereadores.

Só neste mês foram registradas três reclamações , uma  afluente do rio Atuba , outra sobre a não entrega das unidades de saúde , e a terceira sobre a Capela Mortuária que está sem manutenção , mas muitas outras estão vindo por ai .

Como Colombo não tem oposição , e a população já não mais acredita nem em Beti Pavin e nem em Hélder Lazarotto , o jeito foi partir para um movimento livre da velharia da politica.

A região do Osasco é uma das que mais sofrem com o desleixo da atual administração. Não tem UPA , a UBS também está fechada , e a regional tem apenas 6 funcionários para atender a comunidade de mais de 80 mil habitantes.

Em 2014 a prefeita Beti Pavin acabou com  a defensoria pública , entregando para o Estado o atendimento e somente na área criminal. Além disso acabou com os seguintes programas: geração de empregos , projetos na área social ,bombeiro aprendiz , agente jovem , projeto atitude e muitos outros cursos .

 

Deixe uma resposta