Também nesta sexta-feira (30) o presidente dos Sindicatos dos Médicos do Paraná , Dr. Mario Antonio Ferrari , emitiu nota de repúdio contra o pacote da maldades da prefeita Beti Pavin , o famigerado PL 007 que altera o Plano de Cargos e Salários e retira direitos dos servidores de Colombo . O Projeto de Lei  007 já foi aprovado em primeira votação e a base da prefeita composta de 15 vereadores impôs uma de derrota por 13 a 3 contra os servidores. Somente os vereadores Anderson Prego (PT) , Eurico Dino (PR) e Thiago de Jesus (PSB) votaram contra o pacotaço. A segunda votação que seria realizada na sexta-feira (23) foi cancelada devido a tomada do plenário pelos trabalhadores.

NOTA DE REPÚDIO DO SINDICATO DOS MÉDICOS:

A Diretoria do Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná – SIMEPAR, representada por seu Presidente Dr Mario Antônio Ferrari, vêm a público se manifestar contrariamente ao PL 007/2017 encaminhado recentemente pelo Poder Executivo Municipal.

Isto porque o Projeto restringe direitos dos servidores, dentre eles os médicos, como, por exemplo, no que diz respeito ao auxílio-alimentação e Jornada de Trabalho. Ademais, a falaciosa reposição salarial sugerida pela Prefeitura não compensa sequer os benefícios suprimidos dos servidores.

Relembremos:
O Projeto de Lei do Executivo (PL) 007/2017 – o projeto propõe que para ter direito a progressão vertical, somente quem requerer antes do 5º ano que antecede a aposentadoria. 
Extingue os seguintes cargos do quadro geral da administração: 
VIGIA, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, MERENDEIRAS E ASSESSOR JURÍDICO, além de retroceder da 4ª (quarta) para a 3ª (terceira) referência para quem estiver saindo do estágio probatório, muda ainda o mês de referência do pagamento da data base, para janeiro.

Alertamos a todos, ao trabalhador brasileiro, servidor público ou não, para os riscos e prejuízos sociais desta aprovação da proposição legislativa na forma como aprovada, provoca assim a diminuição da criação de cargos públicos, com prejuízo à atividade sindical e a desmobilização de trabalhadores.

Cabe assim ao sindicato considerando sua representatividade no Estado do Paraná e frente as lutas sindicais em defesa do serviço público, externarmos a nossa profunda repudia a aprovação desse projeto de lei, e ressaltamos que continuaremos na luta, levantando questionamentos, nos mobilizando para que esse projeto não seja aprovado pelo legislativo brasileiro.

Sindicato dos Médicos em luta aos “Direitos dos trabalhadores brasileiros”

Diretoria – SIMEPAR 
Presidente Dr. Mario Antônio Ferrari

 

 

 

 

A Diretoria do Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná – SIMEPAR, representada por seu Presidente Dr Mario Antônio Ferrari, vêm a público se manifestar contrariamente ao PL 007/2017 encaminhado recentemente pelo Poder Executivo Municipal.

Isto porque o Projeto restringe direitos dos servidores, dentre eles os médicos, como, por exemplo, no que diz respeito ao auxílio-alimentação e Jornada de Trabalho. Ademais, a falaciosa reposição salarial sugerida pela Prefeitura não compensa sequer os benefícios suprimidos dos servidores.

Relembremos:
O Projeto de Lei do Executivo (PL) 007/2017 – o projeto propõe que para ter direito a progressão vertical, somente quem requerer antes do 5º ano que antecede a aposentadoria.
Extingue os seguintes cargos do quadro geral da administração:
VIGIA, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, MERENDEIRAS E ASSESSOR JURÍDICO, além de retroceder da 4ª (quarta) para a 3ª (terceira) referência para quem estiver saindo do estágio probatório, muda ainda o mês de referência do pagamento da data base, para janeiro.

Alertamos a todos, ao trabalhador brasileiro, servidor público ou não, para os riscos e prejuízos sociais desta aprovação da proposição legislativa na forma como aprovada, provoca assim a diminuição da criação de cargos públicos, com prejuízo à atividade sindical e a desmobilização de trabalhadores.

Cabe assim ao sindicato considerando sua representatividade no Estado do Paraná e frente as lutas sindicais em defesa do serviço público, externarmos a nossa profunda repudia a aprovação desse projeto de lei, e ressaltamos que continuaremos na luta, levantando questionamentos, nos mobilizando para que esse projeto não seja aprovado pelo legislativo brasileiro.

Sindicato dos Médicos em luta aos “Direitos dos trabalhadores brasileiros”

Diretoria – SIMEPAR
Presidente Dr. Mario Antônio Ferrari

Deixe uma resposta