Dizem que os grandes artistas não são feitos, não nascem. O mesmo poderia ser dito para os atletas. É claro, a genética desempenha um papel importante na diferenciação entre um atleta e um verdadeiro campeão dos esportes, mas para ser capaz de atingir esse status lendário no “Hall of Fame” de algum esporte, uma aspirante a atleta deve passar não somente por muito treinamento intenso mas também por rigorosas dietas que ajudarão a moldar e fortalecer seu físico.

Assim, ao beber uma quantidade suficiente de água e consumir uma dieta equilibrada, o corpo pode gerar uma grande quantidade de energia que vai ajudar muito no aumento de desempenho atlético superior. Então, quais são alguns dos fatores a serem considerados na concepção de um programa alimentar completo e saudável para um participante de competições esportivas?

1. Hidratação
Obviamente, a coisa mais importante em nutrição esportiva é a água. A importância da água nunca pode ser descartada porque o corpo humano é composto em sua maior parte por ela e todas as funções corporais não podem ocorrer normalmente sem água. A boa e velha recomendação de mínimo de oito copos de água por dia é essencial porque o corpo precisa repor a água que elimina por meio do suor e da urina.

Aqui estão alguns lembretes úteis para manter a hidratação adequada:
– Em vez de enormes quantidades de água em sessões pouco frequentes, beba pequenas porções em intervalos mais frequentes;

– Beber água fria pode ajudar no resfriamento da temperatura corporal, portanto, reduzindo a quantidade de suor;

– Após uma sessão mais intensa de exercícios, beba dois copos de água.

2. Fontes de combustível

Uma dieta equilibrada é outro imperativo para nutrição esportiva. Atletas devem adquirir a combinação perfeita de calorias que pode ser consumido a partir de proteínas, carboidratos e gorduras, que são grandes fontes de energia.

Os carboidratos são a fonte de combustível mais importante, que pode ser encontrado em alimentos como pães, massas, arroz, frutas, vegetais e cereais. Estes alimentos podem abastecer o corpo de setenta por cento das calorias necessárias diariamente. Carboidratos fornecem ao corpo a força e resistência que necessita para a atividades de curta duração que envolvem nível máximo de intensidade. Tal combustível vem da energia dada pelo açúcar e amido que o organismo converte.

Aqui estão as estratégias para maximizar o potencial dos carboidratos:

– No período de treinamento durante as semanas que precedem uma competição, aumentar o consumo de alimentos ricos em carboidratos, a fim de ter energia suficiente para o treino;

– Carboidratos devem ser consumidos em maiores quantidades na duração das atividades que duram mais de uma hora para afastar o aparecimento da fadiga.

Outro fator imperativo em nutrição esportiva natural é proteínas. Os atletas devem comer muitos produtos lácteos, ovos, carnes, peixe e frango, juntamente com nozes e feijão. Para determinar a quantidade de proteína necessária por um atleta, os seguintes fatores devem ser considerados: o seu nível de condicionamento físico, o tipo de exercício, juntamente com a sua duração e intensidade, e seu nível de ingestão de calorias.

A última fonte de combustível que é importante para nutrição esportiva natural são as gorduras. Embora seja um componente significativo em nutrição, a ingestão de gorduras deve ser controlado rigorosamente. Muito consumo de gorduras pode levar a grandes problemas de saúde, como câncer e doenças cardíacas.

O caminho para a excelência nos esportes não é fácil. Junto com a promoção, coragem e determinação, os atletas têm que seguir o regime estrito interposto em nutrição esportiva. Mas todos concordarão que valerá a a pena uma vez que a vitória seja alcançada.

Fonte:http://www.nutricaoemfoco.com/nutricao-esportiva/nutricao-esportiva-para-campeoes/

Do site: http://www.nutricaoemfoco.com/

Deixe uma resposta