Ele foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Hélder Lazarotto na última eleição municipal , que com poucos recursos , enfrentando a máquina , além de ter que ver a oposição dividida , não somando nada para que a mudança ocorresse , ainda assim conseguiram chegar na reta final em condições de virar a eleição , tal  era o desejo de mudança da população de Colombo .Alcione Giaretton , é professor da Rede Estadual de Ensino , na gestão de Jota Camargo foi secretário de Educação , em substituição a Altair da Silva Leme ,falecido .

“Acredito que a nossa cidade quando pensada como uma grande cidade e com gestão seria será modelo pode crer” Alcione Giaretton

Nesta pequena entrevista , o professor Alcione fala sobre a greve deflagrada pelos médicos e o indicativo de paralisação  do setor de Educação, área que apesar de não ser questionada , também não tem evoluido muitos  nos últimos anos.

Confira:

O que a oposição tem a dizer sobre a greve dos médicos e o indicativo de greve da educação, já que o funcionalismo votou em peso na chapa?

Alcione Giaretton: Amigo , estamos acompanhando , acredito que os médicos estão passando pelo mesmo processo da comunidade , se você analisar no último período foram exonerados mais de cinquenta médicos , isso deixa claro também que nunca foi e nunca será prioridade desta gestão a questão da saúde. E na mesma balada a questão da educação , tenho cobrado o professor Claudinei , que está se escondendo do grave problema da educação da nossa cidade.

Os professores estão sem estímulo e esperando as velhas promessas? Eu perguntei justamente por ser o Hélder Lazarotto um gestor da saúde e o senhor um professor.
Alcione Giaretton: Amigo , veja o portal da transparência , a quatro anos a folha era de 9 milhões , não deu aumento a ninguém,  fugiu das programações e hoje a folha é 16 milhões, explique? E outra , o povo está desinformado , e a filosofia desse grupo é maquiar com informações falsas e mentirosas.
O grupo da situação?A APMC  tem sido conivente?
Alcione Giaretton: A educação de nossa cidade está estagnada , tenho acompanhado outras cidades que estão avançando mesmo com a crise , pois na educação não pode ter crises .Mas como lhe disse meu amigo , esta gestão é uma gestão de negócios.
A APMC  é sem dúvida totalmente conivente com o poder vitalício do presidente que está levando vantagens pessoais , acompanho o que ele tem postado , com certeza camufla situações e apoia a gestão

Estamos com o educação sem avanços em que sentido? Além da desvalorização profissional?

Eu percebo isso , já foi mais atuante.
Além da desvalorização profissional  , tem também as questões estruturais . A  educação de hoje requer muito mais do que quadro professor e giz .Hoje enfrentamos em nossa cidade uma difícil companhia  no número de proficiência que auxilia a educação.
A secretária Aziolê pensa como há 20 atrás , e não evoluiu ?
Alcione Giaretton: Bem isso meu irmão , nesta cidade a educação está vindo depois .E a educação tem que estar a frente .Não acha?
Na sua gestão o senhor deixou projetos visando as próximas gestões?
Alcione Giaretton: Deixei sim amigo,  abri as portas para o novo na educação ,  trazendo ferramentas que atraem o aluno para o novo na formação e capacitação de proficiência , onde visivelmente a educação andaria a passos firmes rumo ao futuro da cidade. Fiz várias progeria e pedidos de novas estruturas , tanto é que todos os dias que encontro diretoras e professores , eles me falam sobre isso , cheios de esperança.

Deixe uma resposta