Os tempos da atual politica no Brasil são sombrios e lembram por demais o regime de exceção da Ditadura Militar . E agora está se estendo para os Estados e Municipios.

Em Colombo a Liberdade de Expressão vem sendo aos poucos reprimida , e de forma bem sútil , que pouca gente percebe . Funcionários que não se manifestam em público ,  mesmo os estabilizados , são vitimas de um monitoramento constante por parte dos politicos e seus “repressores de estimação” , gente que nas décadas de 70 e 80 eram porta-vozes do não á censura. Dar opiniões para a imprensa , seja ela da oposição ou independente , nem pensar … Só para blogs e jornais oficias. Mesmo para botarem suas colocações em alguma rede social não pode , a vigilância é diária e logo marca a pessoa para dar um cala a boca. Dificil mesmo é imaginar o clima dentro dos poderes , sequer podem ser donos da própria opinião , coisa triste em pleno século XXI …

A rejeição e as dificuldades que a classe politica de Colombo enfrenta , seja de situação ou de oposição é grande , mas não é calando as pessoas que irão resolver essa questão .

Os vereadores , com exceção de Anderson Prego , não se manifestam , estão sendo pautados pelo poder da caneta , e da falta de coragem de ao menos se posicionarem em questões que a eles cabem esclarecer , estão literalmente de joelhos aos donos do poder , esquecem que são eles que têm o dever de fiscalizar e representar o povo .

Deixe uma resposta