Wagner Brandão, presidente da Câmara de Vereadores não está arrependido de ter aceito a missão de comandar a casa neste primeiro biênio, como estão comentando por aí. O estilo mais retraído do vereador talvez faça com seus amigos e inimigos pensem que o edil estaria sendo acuado pelas reivindicações dos seus aliados. O fato é que administrar o legislativo colombense exige atitudes de pouca visibilidade e mais ações de magistrado, é isso que Wagner está procurando fazer .

E o fogo amigo entre os companheiros da prefeita Beti Pavin não pára .Desta vez o disparo é contra o secretário municipal de administração, José Mauri Henemann. Os boateiros de plantão afirmam que há um conflito entre ele e o vice prefeito Sérgio Pinheiro , que estaria querendo emplacar em seu lugar outra pessoa. Haja criatividade dessa gente.

Dos ex-vereadores que estão no aguardo do decreto de Beti Pavin, Renato da Farmácia e Clodoaldo Camargo são os mais ansiosos . Ratinho não deixa transparecer e Gil Gera já não está mais nessa onda , está bem no Hemepar .

Dono de mais de 660 votos pelo PTC , Cezinha do Jardim Osasco foi muito importante para a reeleição de Beti Pavin. Como um capital eleitoral significativo poderia exigir um lugar de destaque na atual gestão, mas , prefere dar tempo ao tempo e vai tocar sua ONG.

Muitos dos seguidores da prefeita Beti Pavin e de Vereadores da base aliada não podem sequer curtir postagens nas redes sociais que não seja do interesse da prefeitura. Dizem que existe um monitoramento por parte de gente ligada ao gabinete. Só faltava essa :Censura em pleno século XXI.

Sem problemas com visibilidade e nem com compromissos eleitoreiros, o vereador Anderson Prego do PT vai conseguindo se destacar no cenário de terra arrasada da política. Seu trabalho junto aos movimentos tem mais Ibope que uma manilha ou uma indicação para atender eleitores, isso ele faz também, mas não faz alarde , já que isso é uma obrigação diária do vereador. Sua agenda tem outras prioridades também , o que faz toda a diferença .

O fogo amigo na pasta da Ação Social continua ardendo. Das duas uma, ou as coisas não vão bem ou tudo virou política na pasta.

Hélder Lazarotto continua fazendo seu trabalho em silêncio , até porque não é hora de fazer alarde , o ex-candidato da oposição prefere acertar os bastidores por ora . Beto Richa já o chamou para uma conversa , se assim for , as pesquisas internas do Palácio Iguaçu já apontaram a alta rejeição de Beti Pavin , e o governador quer um cabo eleitoral forte em Colombo para 2018 , Ou seja , Beti Pavin não é essa pessoa.Repete-se 2011 , só que agora o convidado é Hélder e não Beti , em 2011 Beto deixou Pedro Ademir na mão e convidou Beti para ser sua candidata.

Deixe uma resposta